Total de visualizações de página

Postagens populares

Follow by Email

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Quem tem bala na agulha...


Denuncia sobre corrupção sempre atingiram a classe política. Dessa vez sobrou para o deputado federal Gabriel Challita que esta sendo acusado por um ex-assessor informal, segundo suas próprias palavras, de se locupletar com verbas destinadas a educação quando era secretario da pasta no governo de Geraldo Alckimin. O Cidadão, um certo analista de sistemas chamado Roberto Grobman apareceu na telinha e desceu o guatambu no deputado. Resta saber se é verdade os fatos que denunciou, se o tal tem mesmobala na agulhapara as acusações que esta fazendo. Segundo o assessor ele não fez a denuncia antes por medo de represarias, pois ele afirma que foi ameaçado e coagido, não deu nome aos bois ou seja, quem o ameçou.

O fato é que nossos amigos da política muitas vezes comentem o engano de seduzirem certas pessoas pelo brilho que emana do poder que almejam durante campanhas políticas e depois, por impossibilidade ou por negligência, deixam os correligionários de lado que, decepcionados, recorrem a expedientes de vingança como o que estamos vendo que é, diga-se de passagem, uma reprise barata de um filme visto várias vezes e, temos certeza, ainda veremos novamente. Não é diferente do caso de um cem números de esposas e amantes traídas que não pensaram duas vezes para denunciarem seus maridos e amantes por falcatruas cometidas durante seus mandatos ou administrações.

Não podemos afirmar se as denuncias que atingem o deputado é fruto de uma dessas vinganças. Cabe ao ministério publico investigar. Se constatadas e forem frutos de uma vingança tudo que podemos dizer é que pena que o ser humano não evoluiu nem um pouco em seus milênios de existência, pois tão culpados como aqueles a quem acobertaram são esses que resolveram denunciar os desmandos como uma forma de se vingarem por não terem tido a retribuição de que se achavam merecedores. Comportamentos dessa natureza aconteciam antes de Roma se tornar um império continental.

Se a “vendeta” for um estratagema da oposição para minar um futuro político brilhante como tem sido a carreira de Gabriel Challita o denunciante e seus comparsas devem pagar caro por suas calúnias e, termos certeza, seu maior castigo será a derrota nas urnas daqueles que orquestraram tal manobra.

Seja como for as denuncias tem que ser apuradas e os culpado penalizados por seus desvios de conduta. O povo brasileiro não pode mais conviver com situações de corrupção ou picuinhas políticas que minam as energias de nosso povo e de nossa juventude passivamente.

Ao final de tudo isso vamos ver quem tem culpa no cartório ou para ser mais atual, quem tem bala na agulha.
Gabriel Challita... Trama politica para conspurcar uma imagem acima de qualquer suspeita, ou...

Nenhum comentário:

Postar um comentário